LASER X LUZ INTENSA PULSADA

POR BEATRIZ LESSA

Fototerapia é definida como uma modalidade terapêutica que se utiliza de luz, um tratamento através de luz ou por radiação dentro do espectro solar – isso também inclui os raios ultravioletas.

Pode ser aplicado raios de luz na pele para o tratamento de rugas, vasos, rosácea, acne, manchas, tratamentos de calvície, remoção dos pelos, cicatrização, estrias entre outros. A fototerapia utiliza-se de diferentes tipos de equipamentos: desde laser, luz intensa pulsada (LIP) e diodo emissor de luz (LED). A potência dos aparelhos e a eficiência dos mesmos, variam, de acordo com o comprimento das ondas, a penetração das mesmas e o calor produzido.

LASER

O termo laser significa Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation ou Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação e pode ser classificado como monocromático por ter apenas emissão de uma só cor de luz, emite sempre o mesmo comprimento de onda, então para cada tipo de laser teremos uma cor específica. A luz branca emite vários comprimentos de onda que significa que dá origem a várias cores. A luz de laser é coerente que quer dizer que elas se encontram na mesma fase de tempo e espaço e elas caminham em uma única direção paralelamente entre si efeito chamado de colimação.

A ação do laser na estética é de ação superficial e não é invasiva. Ele age nos cromóforos das células, realizando uma estimulação e aumento de ATP ou desaceleração de suas funções.

LASER ESTETICOOcorrem vários efeitos fisiológicos na utilização do laser que foram comprovados cientificamente, dentre eles a fotoestimulação dos fibroblastos, que consequentemente produz mais colágeno, aumenta a vascularização, elimina bactérias e age no sistema imune. Atualmente uma das principais utilidades do laser é para a cicatrização de feridas, pois diferentemente de outras luzes comuns o laser pode penetrar no tecido. Os efeitos que se deseja atingir dependem da dosagem, podendo estimular as células ou inibir. A absorção de luz nas células é influenciada pela quantidade de água presente na região.

Existem lasers de baixa potência em torno de 1 a 500mW, média potência de 500 à 1000mW e de Alta potência de 1000mW em diante.

Laser é indicado para cirurgias, remoção de tumores, terapias fotodinâmicas, fotopuntura, tratamentos fisioterápicos, cicatrização de feridas, inibição da formação de queloides, analgesia, efeito anti-inflamatório, tratamento de lesões vasculares, tratamento de lesões pigmentadas, foto rejuvenescimento ablativo ou não, tratamento de gordura localizada com laserlipólise, tratamento de psoríase, tratamento de acne, queda de cabelo, seborréia, para normalização do crescimento dos fios de cabelo, para clareamentos dentais, aftas, para epilação, etc.

As contraindicações do laser são: gestantes, pacientes fotossensíveis, pacientes que usam medicamentos fotossensibilizantes, não irradiar a luz diretamente nos olhos. Existem diversos tipos de laser e cada um tem uma finalidade, necessário consultar as demais contraindicações e indicações.

LUZ INTENSA PULSADA

luz Pulsada utiliza a fototermólise seletiva, que significa que a energia é absorvida pelo cromóforo com uma seleção e no caso da luz pulsada é a melanina que se concentra na haste do pelo, é por este motivo que esta técnica não consegue atingir os pelos mais claros, ou mesmo os pelos brancos. A energia luminosa atinge a pele e outra parte é absorvida pela haste do pelo e uma outra parte se desfaz em energia térmica que se espalha ao redor da haste do pelo e também no epitélio do folículo.

Para conseguir obter a fototermólise seletiva, temos que combinar três coisas: o comprimento da onda, a duração do pulso e a fluência de energia.

LUZ PULSADAA luz pulsada é indicada para epilação em todas as pessoas que querem remover os pelos, mas também em pessoas com complicações de excesso de pelos como foliculites por exemplo, ou complicações com métodos convencionais de depilação como as ceras e lâminas de barbear que muitas vezes causam alergia. O tipo de pele (cor), a cor dos pelos e a espessura irão determinar a luz intensa pulsada mais adequada.

DICA: Peles negras não devem ser tratadas com luz pulsada.

A LIP também é indicada para tratamento de manchas, acne, estrias, vasinhos, rosácea, rejuvenescimento.

A luz pulsada não é considerada um laser porque ela emite um feixe de luz que não é coerente como o laser, ele é divergente, e policromático, o comprimento de onda da luz pulsada gira em torno de 590 a 1200nm, de acordo com o filtro utilizado diferente dos lasers que o comprimento de onda é fixo. A luz pulsada divide seus pulsos com sincronização e em milissegundos com intervalos de relaxamento térmico para proteger a melanina da epiderme.

———–

Cursos Livres de #Estética e #BemEstar em São Paulo
Acesse nossa Agenda: bit.ly/CursosPresenciaisSP

———–

Referências Do Artigo

JEDWAB, S. K. K. Laser e outras Tecnologias na Dermatologia – Ed. Santos, São Paulo, 2010.
KALIL, C. Laser e Outras Fontes de Luz na Dermatologia – Ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2011.
BORGES, F. S. Modalidades Terapêuticas nas Disfunções Estéticas. Ed. Fortes, São Paulo, 2006.

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe To Our Newsletter

Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

You have Successfully Subscribed!